Bloco do Caixão

Carnaval 2015

 

Sucesso em 2014, o Bloco do Caixão mais uma vez desfila com alegria pelas ruas de Honório Bicalho.

Rua lotada, brincadeiras e samba marcaram os dias de folia.

Confira as imagens do desfile 2015:

 

Em breve, agenda para o carnaval 2016.

Agradecimento

Mais um ano de carnaval em Honório Bicalho e o sucesso foi imenso. Nós da diretoria gostaríamos de deixar nosso agradecimento e ressaltar a grande importância que todos os nossos parceiros tiveram nesse desfile do bloco do caixão. Primeiro gostaria de agradecer a todos o patrocinadores, Prefeitura Municipal de Nova Lima, Oxpuk Informática, Borracharia e lava jato Trilhas e rumos, Associação Comunitária de Honório Bicalho, HB Elétrica, Depósito Construsol, Restaurante Recanto da família, W.R. Distribuidora, Barbearia São Judas Tadeu, Dr. José Arteiro, Heninho, Denílson, Piter, HB Esportes, Depósito DU'Sérgio, Donato, Lucas, Ceará de Bicalho, Vertinho, Pastor Lanches, Bar do Batia, Padaria Estrada Real, Igor e ao Vereador Gilson Marques, sem o apoio de vocês nós com certeza não teríamos tanto sucesso. Um agradecimento especial ao vereador Gilson Marques pelo apoio incondicional ao Bloco do Caixão e ao setor de transporte da Prefeitura Municipal de Nova Lima. Parabenizamos ao Bloco Balança e ao Lelé da Cuca pelo belo desfile.

Gostaria também de agradecer aos colaboradores que de alguma forma contribuiram para o bloco sair para a rua, 

ao programa Noite Livre da rádio Itátiaia, ao Roger repórter da rádio Rede Gerais e ao jornal Hoje em Dia que contribuiram com a divulgação do bloco. Gostaria de fazer também um agradecimento a nossa diretoria que trabalhou muito duro, João Guela a frente da bateria, Isabella, ao Lucas, ao Rodrigo que construiu o caixão, Simone, Pamella e ao presidente Rodrigo.

De alguma forma algumas pessoas também foram muito importantes, Amanda nossa eterna rainha que ajudou muito com a nossa nova rainha Sheila que brilharam nesses dois anos, ao Hélcio que também deu seu apoio com imprevistos com caixão na hora do bloco sair, ao Paulo, ao Fabricio da ONG de Honório Bicalho, ao Biano fundador do Bloco, as bandas Só Atitude e Alo gueto que marcaram um tempo na agenda pra brilhar na concentração do bloco. Um agradecimento em especial ao Natail do Bloco do Morro que mais uma vez brilhou com sua bateria furiosa.

Em 2016 esperamos fazer melhor do que fizemos nos últimos anos e para isso conto com apoio de cada um de vocês novamente, que de alguma forma ajudaram para que esse bloco se tornasse um dos blocos mais tradicionais da região de Nova Lima.

Diego Coelho

Bloco do Caixão 2015

Bloco do Caixão 2014

Fundação

A fundação do bloco foi em 1988, em uma roda de amigos no “bar do Joaquinzin”, no antigo "bonserá" (como se chamava casas antigas umas juntas das outras), em Honório Bicalho. No carnaval deste mesmo ano alguns amigos tiveram a excelente ideia de colocar uma pessoa dentro de um "cocho" (recipiente utilizado para alimentação de gado e cavalos). Os amigos eram "Biano" (fundador e dono da excelente idéia), Marreco, Eugenio, Francisco e Cleber (coitado, esse último teve a dura missão de desfilar deitado no suposto caixão).

Como fizeram isso?

Existia no bairro um bloco que se chamava "Bloco do Luis Vovô". Este bloco saía do mesmo lugar onde os amigos sempre se encontravam. Com vontade de também brincarem no carnaval. Biano e companhia pensaram: Porque não colocar alguém dentro de um caixão e sair com eles?

Assim deitaram o Cleber dentro do cocho (o cocho deveria ter pelo menos uns 2 metros e meio, porque ele é muito grande) enfeitaram com assa-peixe (Planta nativa, usada para remédios) e desceram pelas ruas do bairro, carregando nos braços e seguindo a bateria do bloco do Luis Vovô. Durante todo trajeto eles iam dizendo que precisavam de dinheiro para enterrar o morto, assim colocavam alguns meninos com seus bonés pedindo esmolas para as pessoas que estavam acompanhando o cortejo. Sempre conseguiam alguma coisa pelos bares 

onde passavam, o famoso "Rabo de Galo" (Mistura de todas as bebidas disponíveis nas prateleiras). Imagina como eles não chegavam ao final do percurso...

No outro ano já tinha viúva do morto, padre para abençoar e alguns coveiros para enterrar. Quando o bloco do Vovô não saia no carnaval eles arrumavam algumas latas de 20 litros (Antigas latas para colocar óleo de cozinha) e faziam a festa com alguns meninos que tinham pelo menos um pouco de ritmo. Mas nada disso nunca estragou a festa. O bloco se tornou tradicional e hoje tem seus 27 anos de existência.

Em 1991 o bloco passou a ser comando por "João Guela" que é integrante até hoje da diretoria. Depois desses anos o bloco foi para vários lugares, Nova Lima (Bicame), Rio Acima, Santa Rita entre outros.

Atualidade

O Bloco é composto, na atualidade, por uma bateria, rainha de bateria e o famoso caixão, que hoje não é mais um cocho. As cores tema dos abadas são: Roxo e preto. Temos a parceira da bateria do Bloco do Morro de Rio Acima, que agita a galera durante o percurso e parceria com a Escola de Samba Unidos do Rosário, que confecciona a roupa da rainha de bateria. Todos os anos conseguimos atrair mais pessoas, e acompanhando o cortejo todos podem notar muitas famílias; mães e pais com seus filhos no colo brincando, pulando e festejando a festa mais popular do Brasil.

Texto/imagens: Diego Coelho